domingo, 24 de maio de 2009

SPFW sugere cota oficial de 10% de modelos negros

O São Paulo Fashion Week anunciou na tarde desta quarta-feira (20) a assinatura de um termo de compromisso com o Ministério Público do Estado de São Paulo, em que se compromete a sugerir que as grifes integrantes do calendário paulista tenham uma cota mínima de 10% de modelos negros em seus desfiles.

Em comunicado enviado à imprensa, a organização do evento informou que após investigações do MP foi concluído que não havia prática de discriminação racial por parte do SPFW, apesar do reduzido número de modelos afrodescendentes sobre as passarelas.O termo de compromisso procura ajustar a semana paulistana de moda às políticas de inclusão sociocultural do governo federal e terá o prazo de dois anos."O SPFW sempre atuou e continuará atuando sem interferir na criação das coleções e desfiles, incluindo neste processo a escolha dos castings de modelos, feitos unicamente pelas marcas e estilistas participantes", disse a nota oficial.

Fonte:http://estilo.uol.com.br/moda/ultnot/2009/05/20/ult630u10070.jhtm





Gente, e quem disse que moda não tem a ver com igualdade social?

Um comentário:

bootsmadeforwalking disse...

sou contra à qualquer tipo de cota racial! acho que essa coisa toda de dívida histórica e preconceito é uma coisa completamente inaceitável. todos estamos no mermo barco e principalmente na moda, beleza é algo singular, ou tem ou não tem, ou serve pra ser modelo ou não serve. independente da etnia!
beijos querida